Abrange o fogo da inflamação

Fogueiras ocultas que engordam

Inflamação

O que é inflamação?

 

O que é inflamação e qual é sua relação com o excesso de peso? Novas pesquisas mostram que estar acima do peso causa inflamação, um problema que, por sua vez, leva a obesidade e assim se perpetua um terrível círculo vicioso. Chegar a raiz da inflamação e amenizá-la é o segredo para o emagrecer. Pode-se dizer que uma das causas mais evidentes são Como Ganhar Dinheiro Vendendo Salgado sem consumi-los. Tarefa árdua para quem tem esse tipo de comércio.

O que é inflamação? A maioria das pessoas sabe do que se trata. Os sinais clássicos são dor,  inchaço, vermelhidão e calor; como acontece quando temos dor de garganta ou um machucado inflamado. Isso é bom, pois esse processo combate invasores de todos os tipos.

A inflamação faz parte do sistema de defesa natural do corpo contra infecções, irritação, toxinas e outras moléculas estranhas. Ocorre uma cascata específica de eventos em que os glóbulos brancos e substâncias químicas específicas( citocinas) se mobilizam para proteger o organismo dos invasores externos.

Às vezes, porém, o equilíbrio natural do sistema imunológico, que produz apenas a quantidade suficiente de inflamação para manter sobre controle infecções, alergias, toxinas e outros fatores estressantes, é perturbador. O sistema imunológico passa por um estado crônico de alarme ou inflamação, espalhando o “fogo” que arde por todo o organismo. Quando ocorre no coração, esse incêndio causa doenças cardíacas; no cérebro, desencadeia o mal de Alzheimer; em todas as partes do corpo, provoca câncer; nos olhos, dá origem à cegueira; e, nas células de gordura, leva à obesidade.

Lucrando com salgados

Tratando o processo inflamatório.

Por um lado, esse processo inflamatório é uma forma de proteção; por outro, no entanto, ele pode fugir ao controle não somente em indivíduos com doenças inflamatórias (como artrite) como também em pessoas saudáveis. Basta que seu estilo de vida ou meio onde vivem as deixe expostas a substâncias que irritem o organismo, como goma de mascar (que pode causar infecções brandas), alérgenos nos alimentos, toxinas e até mesmo alguns alimentos, como açúcar e gordura animal.

Isso também ocorre com a inflamação. Embora às vezes ela seja óbvia, como nas situações em que uma área machucada fica inchada, vermelha e quente, a ciência tem nos ensinado que sua ocorrência pode se dar de maneira mais silenciosa e traiçoeira; sem sintomas. Ela está até se estabelecendo como uma causa importante de doenças cardíacas, diabetes, câncer, mal de Alzheimer e envelhecimento de modo geral. E também está associada ao ganho de peso. Quando não é adequadamente controlada, costuma ter efeitos desastrosos sobre o peso e a saúde. Ela mata em silêncio.

Qualquer coisa que a provoque tem a capacidade de nos fazer engordar, e todo ganho de peso pode promover mais inflamação. A causa mais comum da inflamação sistêmica é a alimentação moderna ( açúcar, gordura animal e alimentos processados, isto é, a dieta com CG alta) e o sedentarismo. Outros fatores contribuem em menor grau, amo alérgenos alimentos ( em especial o glúten) e no ambiente, infecções, estresse e toxinas.

Se você sofre de inflamação por qualquer motivo, é importante descobrir o que está provocando e reduzi-la, não somente por que isso lhe permitirá emagrecer como também porque ela é a principal causa das principais doenças degenerativas da civilização moderna: problemas cardíacos, demência, diabetes e câncer. Agora que você conhece o grau da sua inflamação, pode tomar medidas para apagar o fogo que queima em seu organismo.

 

Coma alimentos “de verdade”

Coma alimentos saudáveis.

O aspecto mais importante a ter em mente quando estiver criando seus cardápios é incluir, sempre que possível, uma rica variedades de alimentos “verdadeiros”, integrais e não processados.

Alimentos integrais

Não quero parecer repetitivo, mas vale a pena enfatizar a importância de voltarmos às raízes históricas da nutrição humana. Na fase de preparação da prescrição do metabolismo, vou ensinar a se livrar de todos os alimentos “falsos” que você come hoje em dia.

Esse será um passo importante para desintoxicar seu organismo e “limpar” sua dieta, descartando os itens nocivos. Além de deixá-lo mais saudável, essa etapa ou ajudar a controlar o apetite e emagrecer.

Veja alguns exemplos de alimentos “verdadeiros”:

  • Frutas frescas, e não frutas e nem sucos de frutas em caixas, latas, etc.
  • Hortaliças frescas, e não hortaliças enlatadas.
  • Peixes não criados em viveiros.
  • Grãos integrais, e não grãos processados.
  • Gado alimentado no pasto, e não gado confinado, alimentado com ração.
  • Nozes, sementes, leguminosas ou feijões que não sejam Fritos nem salgados.

Se você começar a fazer isso a partir de agora, sentir a saúde melhorar e a energia mudar. Seu apetite ficará sob controle e seu peso vai diminuir.

Como as gorduras certas

Consumir os tipos certos de gordura é importante para ativar os genes que ajudam a emagrecer e desativar os que fazem engordar. Diversos estudos provam isso. As gorduras são um dos principais componentes da alimentação que se refere ao controle dos genes, do peso e da inflamação. E são úteis de muitas maneiras.

Gorduras Naturais

As gorduras dos alimentos proporcionam uma energia satisfatória, que é absorvido lentamente. Com elas, a sensação da saciedade surge mais rápido e permanece por mais tempo. Essas gorduras não desencadeiam uma grande liberação de insulina no organismo, como acontece com os açúcares e carboidratos refinados.

Além disso, contribui para diminuir a carga glicêmica (CG) geral da refeição ao se misturarem com todos os outros alimentos no sistema digestivo, fazendo com que sejam absorvidos mais devagar até chegarem a corrente sanguínea.

Uma vez na corrente sanguínea, as gorduras benéficas ajudam a formar membranas celulares saudáveis – são essas estruturas externas das células que controlam os sinais e as mensagens provenientes de todos os pontos do organismo (e até da insulina). Isso contribui para melhorar a comunicação entre as células.

Algumas gorduras importantes (ômega 3) entram nas células e se comunicam com o DNA, ativando genes especiais que permitem acelerar a queima de gordura, melhoram o controle do açúcar no sangue, corrigem a resistência à insulina e diminuem a inflamação.

Uma das melhores maneiras de ajudar as pessoas a emagrecer e recuperar a saúde é oferecer-lhes uma troca de óleo. Um estudo de todos os possíveis tratamentos para prevenir doenças cardíacas, incluindo as novas drogas, revelou que o óleo de peixe é o recurso mais eficaz. Idealmente, poderíamos nos limitar a consumir mais gorduras ômega 3.

Salmão

Porém, a não ser que sejamos capazes de sobreviver com uma dieta baseada em salmão fresco do Alasca, é melhor tomarmos um suplemento de óleo de peixe puro, sem metal nem pesticidas.

A música das moléculas de controle do peso.

Criando harmonia

As moléculas que se comunicam com o sistema nervoso controlam o apetite, a ingestão dos alimentos e o modo como os metabolizamos. Estamos aprendendo mais a cada dia sobre como essas moléculas se comunicam.

Equilibrio

Elas têm nomes variados, possuem formas distintas e origens diversas. Existem alguns poucos hormônios principais do metabolismo, mas, independentemente do tamanho da sua participação nesse processo, todos eles trabalham juntos para criar a complexa rede que constitui o metabolismo. Encontramos grande ajuda para essa harmonização com a Moringa Oleífera, considerada árvore da vida.

Essas moléculas estão por todo o corpo e são produzidas por sistemas muito diferentes, no entanto os principais centros de atividades são cérebro, os intestinos e as células de gordura. As moléculas fabricadas por essas células são os hormônios, os neurotransmissores e as citocinas.

Os hormônios são as moléculas mensageiras do sistema endócrino, incluindo as células de gordura. Os neurotransmissores são as moléculas do sistema nervoso e as citocinas são as moléculas mensageiras do sistema imunológico, incluindo também as células de gordura. Existem outros sistemas no organismo que tem a capacidade de criar essas moléculas mensageiras, porém esses são seus principais pontos de origem.

Harmonia2

Na realidade, essas moléculas são os sistemas primorosamente sintonizado e, espera-se harmonioso que determina a saúde e o metabolismo. As pesquisas estão começando a identificar quais delas nos proporcionam a sensação de saciedade, quais nos fazem sentir fome, de onde elas vêm, o que faz aumentar ou diminuir sua quantidade e como tudo isso controla o comportamento alimentar.

Mas existem algumas coisas que já sabemos com certeza.

Quando o vazio, o estômago secreta hormônios que dizem Ao corpo e ao cérebro que estamos com fome. Em seguida, o cérebro prepara o estômago para receber alguma coisa saborosa (semelhante à salivação dos cães no momento em que ouvi a campainha). Começamos a ter e secretar insulina só de pensar em comida.

Quando comemos, o alimento entra no estômago estimulando a liberação de hormônios, preparando o para digestão. À medida que o alimento é transformado no sistema digestivo se encaminha para a corrente sanguínea, mais mensagens coordenam o metabolismo, orientando o pâncreas a produzir insulina.

As células de gordura, por sua vez, enviam mensagens hormonais de volta ao cérebro, dizendo-lhe que devemos parar de comer, junto com sinais do estômago que indicam saciedade. Depois, o fígado processa a gordura e o açúcar e ajuda a coordenar seu armazenamento ou sua queima.

Toda essa engrenagem funciona sem que tenhamos a menor consciência dela. Quando está em desequilíbrio, esse processo de comunicação causa um efeito devastador ao nosso sistema.

Ficamos com fome logo depois de comer, acumulamos gordura quando deveríamos queima-la e nosso organismo começa a ignorar os sinais de controle normais do apetite e do metabolismo.

O resultado é ganho de peso e doenças.

Mas é possível influenciar diretamente as complexas melodias do sistema hormonal. Para isso,  siga essas seis etapas:

  1. Faça com que a composição das suas refeições seja perfeita
  2. Coma cedo e com frequência
  3. Consuma alimentos que controlam o apetite e evite aqueles que o desequilíbram
  4. Use ervas para otimizar o equilíbrio hormonal
  5. Utilize suplementos para controlar o apetite e equilibrar a comunicação entre as células, do cérebro do trato digestivo e de gordura
  6. Faça exames para descobrir as causas do descontrole do apetite

Atitude

Caso você esteja enfrentando dificuldade em controlar o apetite, será possível virar a mesa seguindo essas seis etapas. Fazendo isso, você personalizar a  prescrição do metabolismo de acordo com suas necessidades, permitindo a ativação dos genes que ajudam a emagrecer e a desativação daqueles que causam o aumento do peso.

Dores nas articulações, como superei.

Hoje iremos contar a história da Irene de 47 anos, que sofria de dores nas articulações.

Moringa Oleifera

Irene nos conta que as dores começaram há quatro meses, ela estava em casa lavando a varada, quando foi puxar a água com o rodo e sentiu uma forte dor no cotovelo esquerdo, imediatamente ela disse que largou o rodo e colocou a mão sobre o cotovelo para ver se tinha batido em algo. Mas não tinha um arranhão, ela concluiu que poderia ter dado mal jeito.

Passaram dois dias mais a dor não ia embora, ela tomou um remédio para dor muscular que tinha comprado na farmácia, depois de um tempo o remédio fez efeito. De noite irene foi se deitar e resolveu ler um livro antes de dormir, nisso a dor voltou mais agora entre seu ombro e braço, ela voltou a tomar o remédio, mas a dor passava e continuava, voltou a farmácia no dia seguinte trocou de remédio na esperança que a dor parasse ou pelo menos que o remédio tivesse um efeito mais duradouro.

Andando de bicicleta

Perseverança e busca para melhorar a saúde são essências.

Ela então começou a fazer uso do novo medicamento, de início o remédio fazia um efeito bom, mas se ela demorasse 30 minutos para tomar ele, a dor voltava. Depois os joelhos começaram a doer, ela ficou nessa, de sentir dor e tomar remédios todos os dias por umas 3 semanas até sentir que o excesso de remédio estava fazendo mal ao seu estomago.

Foi então que ela foi procurar um médico, no primeiro momento ele perguntou o que estava acontecendo, então Irene contou sobre as dores que estava sentindo, ele questionou se era só nas articulações que ela estava tendo dor, ela respondeu que sim. O médico perguntou o que ela faz durante a semana, ela diz que passa a semana arrumando a casa, lavando a varanda e a garagem, pois costuma sujar sempre.

Ele diz que ela está com problema de articulação e pode ser devido ao excesso de trabalho limpando a casa e principalmente lavando e puxando a água com o rodo. Ele passou uns medicamentos para ela tomar e pediu que diminuísse o trabalho durante a semana.

Linda paisagem

Irene começou a tomar os medicamentos que o médico passou as dores diminuíram, mas não passava, ela então começou a se sentir limitada, já que dependendo do movimento que ela fizesse a dor poderia voltar mesmo utilizando os remédios. Ficou tomando os remédios que o médico passou e parou com praticamente tudo. Como morava ela e o irmão e ele trabalhava embarcado. A casa e, arrumação ficava com ela durante o embarque, mas passou a ficar só com ele quando voltava a terra.

Depois que seu irmão Oswaldo viu que ela estava sofrendo, disse a ela pra procurar outro remédio. Foi então que em meio a procura ela conheceu através de uma tia que foi visitar a Moringa caps um produto para dores musculares, ela começou a utilizar esse produto e voltou a fazer os afazeres de casa, não sentia mais dores no ombro, nem nos cotovelos, e nem nos joelhos, resolveu trabalhar menos em casa e aproveitar mais pra sair e caminhar. Comprou até uma bicicleta.

Hoje Irene nos conta que a Moringa Oleifera melhorou em 100% sua vida e a incentivou a praticar esportes para melhorar sua saúde.